Especialista do ombro em Curitiba | Cirurgia do ombro em curitiba

413340-5500 – Av. Vicente Machado, 2439 – Seminário

Ruptura do tendão do Bíceps

Rotura do tendão do bíceps, Lesão do tendão do bíceps, Rotura do tendão do braço

Quais são as causas rotura do tendão do Bíceps?

Podem ser secundárias a trauma ou degeneração.

Trumáticas: ao cair com braço estendido (esticado) ou elevar algo muito pesado de maneira abrupta.

Degenerativas: geralmente pacientes com idade entre 40 a 60  anos, por perda de resistência do tendão.

 

 

Quais são os fatores de risco  para desenvolver esta lesão?

Idade: 40 a 60 anos pelo processo degenerativo e enfraquecimento do tendao;

Uso excessivo do ombro: atividades com sobrecarga repetitiva como: musculação, natação. tênis;

Fumo: nicotina diminui a nutrição do tendão e o enfraquece;

Corticóides: uso crônico de corticóides enfraqueçe o tendão.

Halterofilismo: excesso de carga com o braço elevado durante a musculação estão frequentemente associados com a rotura do tendão do bíceps.

 

 

Quais são os sinais e sintomas?

– Dor aguda no braço após esforço para elevar algo pesado;

– Equimoses (manchas escuras) do meio do braço até o cotovelo;

– Fraqueza para o uso do ombro e cotovelo;

– Fraqueza para virar a palma da mão para cima;

– Sinal do Popeye: aumento volume na regiao media do braço.

 

 

Como é o tratamento desta lesão?

– Tratamento não cirurgico

Geralmente opta-se pelo tratamento não cirúrgico em pacientes idosos e menos ativos, onde a perda de força e a deformidade geralmente não incomoda.

 

-Tratamento cirurgico

O tratamento cirurgico é indicado em alguns casos, principalmente em pacientes atletas ou trabalhadores braçais que necessitam recuperação da força.

 

logo_explay